Calculadora Frax

Fatores de risco que são usados para calcular o risco de Fratura nos próximos 10 anos com o Frax.

Para os fatores de risco clínico uma resposta sim ou não é solicitada. Idade, Peso, Altura, sexo, tabagismo, consumo de álcool, história de fratura do quadril na família, Baixa massa óssea, Uso de corticoide, Artrite reumatoide,  Se o campo for deixado em branco, uma resposta "não" é assumida.

Os fatores de risco utilizados são os seguintes:

Idade O modelo aceita idades entre os 40 e 90 anos. Se idades inferiores ou superiores são inseridas o programa irá calcular probabilidades a 40 e a 90 anos, respectivamente.
Sexo Masculino ou feminino. Digite conforme o caso.
Peso Este deve ser inscrita em kg.
Altura Este deve ser inscrita em cm.
Fratura prévia Uma fratura anterior indica mais precisamente uma fratura anterior na vida adulta que ocorre espontaneamente exemplo fratura de coluna sem trauma ou uma fratura resultante de traumatismo ou queda, que um num indivíduo saudável, não resultaria numa fratura ( podemos chamar isso de fraturas com traumas de baixa intensidade). Digite sim ou não (ver também notas sobre fatores de risco).
Pais com fratura do quadril Esta questiona sobre a história de fratura do quadril ( colo do fêmur ou trans-trocanteriana ) da mãe do doente ou do pai. .
Fumador corrente Responder sim se foi fumante nos últimos 5 anos e ainda é fumante  dependendo se o doente fuma atualmente tabaco
Corticoides Introduza sim se o paciente está exposto a glucocorticóides por via oral ou tenha sido exposto a glucocorticóides por via oral durante mais de 3 meses a uma dose de 5 mg de prednisolona por dia ou mais (ou doses equivalentes de outros glucocorticóides) .
Artrite reumatóide Coloque sim quando o paciente tem um diagnóstico confirmado de artrite reumatóide. Caso contrário, carregue não
Osteoporose secundária Introduza sim se o doente tem uma doença fortemente associada à osteoporose. Estas incluem diabetes tipo I (insulino-dependente), osteogénese imperfeita em adultos, hipertiroidismo de longa data não tratado, hipogonadismo ou menopausa precoce (<45 anos), desnutrição crônica, ou má absorção e doença hepática crônica. Cirurgia bariátrica
Álcool 2 ou mais unidades/dia Introduza sim se o doente toma 2 copos de chopp ou mais unidades de álcool por dia. Uma unidade de álcool varia ligeiramente de país para país de 8-10g de álcool. Isto é equivalente a um copo normal de cerveja (285ml), uma medida única de bebidas fortes ( Cachaça, Whiskey, Vodca, Rum, Gim ) (30ml), um copo de tamanho médio de vinho (120ml), ou uma medida de um aperitivo (60 ml)
Densidade mineral óssea (DMO) (DMO) Por favor, selecione a marca do equipamento de digitalização DXA usado e, de seguida, insira a DMO real do colo do fémur (em g/cm2). Se preferir, digite o índice-T com base nos dados de referência do sexo feminino NHANES III. Nos pacientes sem teste de DMO, o campo deve ser deixado em branco

Notas sobre os fatores de risco

Fratura prévia

Uma situação excepcional refere-se a uma história prévia de fratura vertebral. Uma fratura detectada através duma observação radiográfica apenas (uma fratura vertebral morfométrica) conta como uma fratura anterior mesmo que o paciente não se recorde da fratura. Uma História de fratura vertebral  prévia ou uma fratura do quadril é um fator de risco especialmente forte. A probabilidade de fratura então calculada pode ser subestimada. A probabilidade de fratura também é subestimada com múltiplas fraturas.

Tabagismo, Álcool, Corticoide

Estes fatores de risco parecem ter um efeito dependente da dose, isto é, quanto maior a exposição, maior o risco. Este não é levado em conta e os cálculos assumem uma exposição moderada. O julgamento clínico deve ser usado para baixas ou altas exposições.

Artrite Reumatóide (AR)

AR é um fator de risco para fratura. No entanto, a osteoartrite é, de certa forma, protetora. Por esta razão, a confiança não deve ser colocada no relatório de "artrite" de um paciente a menos que haja evidência clínica ou laboratorial de apoio ao diagnóstico.

Densidade mineral óssea (DMO)

A tecnologia e referência locais são a DXA do colo do fémur. Índices T são baseados nos valores de referência NHANES para as mulheres com idade entre os 20-29 anos. Os mesmos valores absolutos são utilizados em homens.

Em acordo com as orientações do:
Centre for Metabolic Bone Diseases, University of Sheffield, UK
Marcos Britto da Silva

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

25 perguntas sobre osteoporose

Manual do Cuidador de Idosos

Minha foto
Prefrati - Prevenindo Quedas e Fraturas em Idosos
Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Prevenindo Quedas e fraturas em Idosos